sim, Deus é PESSOAL…!

22/06/2009 - Uma resposta

Um breve paralelo em um Deus pessoal e um “deus” sem personalidade:

DESPERSONALIZADO

Pecado – Quebra de uma norma

Arrependimento – Admitir culpa

Perdão- Cancelar a penalidade

– Acreditar num conjunto de pressuposições

Vida Cristã – Obedecer Normas

PERSONALIZADO

Pecado -Trair um relacionamento

Arrependimento – Pesar sobre a traição pessoal

Perdão- Renovar um relacionamento

– Comprometer o próprio eu com uma pessoa

Vida Cristã – Agradar ao Senhor, uma Pessoa

te fez pensar…? ótimo!!!

(extraído do livro “O Universo ao Lado” de James W. Sire – United Press)

Anúncios

Jan de 2007 (Primeira IPB de BH)

19/06/2009 - Uma resposta

Fortalecimento Espiritual

11/06/2009 - 6 Respostas

"com que roupa... ?"

"com que roupa... ?"

Efésios 6: 10 a 19 –  ARMADURA DE DEUS.

Precisamos mesmo nos fortalecer em Cristo?   Essa resposta é fácil… SIM!

Como devemos nos fortalecer espiritualmente?  Essa resposta já não é assim tão simples…

Temos nós nos fortalecido ADEQUADAMENTE em Cristo?… Pra muitos a resposta é “Infelizmente não…”  (leia e perceba por que eu já respondi isso pra “você”)

Conceitos militares estão por toda a Bíblia e olhando esses conceitos de forma bíblica, poderemos deixar de lado o dicionário da língua portuguesa e nos ater a forma como Deus ensina tais conceitos nas Escrituras.

Quando Paulo escreve a igreja de Éfeso, ele encerra sua carta de inúmeras recomendações dando a formula espiritual de seguir tantas orientações humanamente difíceis, ele “dá” para os crentes uma “armadura”, composta de cinto, couraça, calçados, escudo, capacete e espada.

Esses seis itens são indispensáveis, e não podem ser usados “um sem o outro”, prestem atenção na ligação dessa idéia.  Deus usa muito Paulo ao inspirá-lo a escrever dessa forma não só aqui.

Quando Paulo escreve à igreja da Galácia, ele faz outra analogia, a do “Fruto do Espírito” e da mesma forma que não são frutos, portanto não se separam, é um fruto (“o fruto é…”) assim também na carta aos efésios ele fala sobre “a armadura”, isso quer dizer, um equipamento completo e único, não podendo ser usado em partes, tipo, você lê a Bíblia, mas ora pouco, você prega o evangelho, mas sua fé é instável, ou você busca a justiça, mas não leva uma vida firmada na verdade.  É um equipamento completo, não se adquire em partes, peças, não! É inteira ou não é nada.

Mas prestem bem atenção no que são:

cinto da VERDADE – couraça da JUSTIÇA – calçados do EVANGELHO DA PAZ – escudo da FÉ – capacete da SALVAÇÃO – espada do ESPÍRITO, que é a PALAVRA DE DEUS.

Esse sublime equipamento é na verdade todo procedente de um só local, um só “material de confecção”, uma só “forma”, a Bíblia Sagrada.

Obviamente que Paulo quando escreveu essa carta os crentes de Éfeso, o cânon das Escrituras ainda não havia sido completo. Os textos bíblicos de autenticidade e autoridade apostólica não haviam todos sido escritos e não estavam as igrejas da era primitiva de posse de tais documentos divinamente inspirados.  Mas Paulo faz aqui uma alusão a tudo que provém da “Boca do Senhor” de todas as coisas que não podem ser conquistadas se antes não forem gratuitamente a nós ofertadas pelo divino sopro de Deus.

Façamos então uma breve análise de cada item dessa armadura:

JUSTIÇA – Daniel 9.7: “A ti, ó Senhor, pertence à justiça…”; Miquéias 7.9: “… Ele me tirará para a luz, e eu verei a sua justiça.” João 16.8: “… convencerá o mundo do pecado, da justiça…”; Atos 17.31: “… há de julgar o mundo com justiça…”

Justiça é a declaração de que alguém está de acordo com a Lei, ou dizer que uma pessoa está em retidão, sem culpa. Entender a Justiça de Deus em nossa vida é compreender que em Cristo, toda a condenação foi paga, e por isso nós, os seus eleitos, não mais devemos qualquer coisa diante de Deus.

Vem dEle, pertence a Ele, Ele é a JUSTIÇA.

VERDADE – João 14.6 “Eu sou o caminho, a verdade e a vida…”; Efésios 4.21: “… instruídos, segundo é a verdade em Jesus…”; Daniel 4.37: “… louvo, exalço e glorifico ao Rei do céu, porque todas as suas obras são verdadeiras…”

Cristo é, as obras do Rei do céu são e é nessa VERDADE, que somos instruídos.

Não há Verdade fora de Cristo, fora da sua Palavra, fora de uma vida de intimidade com o Pai através de Jesus. Não há verdade na ciência que usa de seus talentos pra buscar um mundo sem Deus, onde reina a “razão” ou em um tipo de abordagem psicológica que desconsidera um Deus Criador e totalmente SOBERANO, ensinando homens e mulheres a alcançar por si só as respostas e vitórias nessa vida.

EVANGELHO DA PAZ – cabe aqui uma nota rápida:  Evangelho da Paz pode ser mais bem entendido se o considerarmos como as Boas Novas da Reconciliação. Paz é na verdade, de acordo com a perspectiva bíblica, sinônimo de reconciliação, e não de “sentimento de alívio” ou “conforto no coração”… Percebe agora porque Cristo fala “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.” (João 14.27) (ok, eu sei q a nota era pra ser rápida).

1 – A paz que o mundo deseja não é a paz de Cristo

2 – A paz do mundo são sensações e sentimentos de alivio, ou ausência de problemas.

3 – A paz de Cristo é a reconciliação com Deus, a ausência de inimizade de Deus pra com o homem e do homem pra com Deus (Rom. 5. 1 10 e 11)

É por isso que o versículo de João termina dizendo pra que NÓS não tenhamos medo nem deixemos nosso coração se abalar. SIM… Se Ele nos reconcilia com Deus nos redimindo do pecado (isso é a paz de Cristo), não precisamos ficar ansiosos e ter medo, nem ficar com o coração agitado esperando que caísse do céu como um “toque de mágica” algum tipo de sensação de alívio.

FÉ – Que tipo de “escudo” é a Fé? Porque afinal, tem tanta gente por aí pregando tanta subjetividade quando o assunto é fé (aliás, eu preciso logo escrever sobre a MENTIRA de satanás sobre esse anseio desenfreado que vivemos na eterna expectativa de sentimentos e sensações… essa é provavelmente a maior cadeia de maldição e sofrimento na vida de muitos crentes ainda hoje… como eu odeio satanás!).

Vamos começar no óbvio, Hebreus 11. 1: “Ora, a FÉ é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem.”

O “Escudo da Fé” nada mais é que a convicção em Cristo, pela Palavra de Deus, que tudo aquilo que se espera, mesmo que ainda não se veja elas acontecerão. Usar tal convicção nos afasta das setas do maligno do tipo:  “você não é inteligente suficiente, não tem condição de passar nessa prova”, ou, “ele não te ama de verdade, você nunca será amada por seu marido como você merece”, também, “essa vida é muito cansativa, nada satisfaz a gente, é melhor desistir agora, porque você nunca será feliz mesmo” além é claro de “Deus não vai ver, manda brasa…”, “Cristo já não te aceitará mais, você pecou além do limite” e coisas dessa linha. Setas do engano que caem por terra quando nós nos apegamos a Palavra de Deus com tão convicção que somos protegido por esse escudo espiritual, o qual é impenetrável.

SALVAÇÃO – Pra mim, só me deparar diante dessa palavra, “Salvação”, já traz um sentimento de profunda alegria ao meu coração.

Salvação pra mim lida com todo o conceito de perdição, é o antônimo mais direto que posso encontrar e ao olhar pra dentro de mim e ver o quão pecador eu sou, não há como não louvar a Deus com todas as minhas forças, pois essa perdição da qual Cristo me resgatou, consumia toda a energia da minha vida, toda a vontade de viver.

O salmista trata sobre a salvação de sua alma de uma forma sublime no Salmo 40, quando no versículo segundo ele afirma assim: “Tirou-me de um poço de perdição, de um TREMEDAL DE LAMA…” (ênfase minha). É assim que me sinto diante de Deus! O buraco fundo, sujo e mal cheiroso de onde Deus me resgatou é sem duvida alguma algo que pode ser descrito como um “tremedal de lama”, um brejo, um atoladouro, uma pântano… Assim era minha vida envolta no pecado.

Quando Cristo vem, podemos sem duvida confiar nessa Salvação e dizer: “… colocou-me os pés sobre uma rocha e me firmou os passos”, ALELUIA!

Apocalipse 7.10 nos dá uma “chave de ouro” pra fechar essa idéia: “ao Cordeiro pertence à SALVAÇÃO”.  Cristo a tem em suas mãos, e nós NEle, a recebemos gratuitamente, e assim o coração se regozija na salvação que vem de Deus (Salmo 13.5).

Com esse CAPACETE, não tem como nossa mente ser atacada pela “razão” do mundo, cheia de subjetivismo e ceticismo.

Espada do ESPÍRITO, que é a PALAVRA DE DEUS – Sabe qual é uma das grandes alegrias de satanás (obvio q ele não me contou, mas é assim que eu vejo)? É ver a poeira acumulando em nossas bíblias. O fato é que a Palavra de Deus, e por isso, compreendo a Bíblia Sagrada, a qual é nossa única regra de fé e pratica, é a ESSÊNCIA  de toda essa armadura, e não há como essa “Espada” ser usada pelo Espírito Santo de Deus, sem estar firme nas Sagradas Escrituras.

Em primeiro lugar, quando pensamos em “espada” vem a nossa mente uma arma longa, pontiaguda como nos filmes de guerras medievais (ou a espada do Rei, nos “Senhor dos Anéis”), contudo a palavra grega aqui nesse texto descreve outra espada, a qual na verdade era uma espada não pra o combate de longe, mas para a luta “corpo a corpo”, a palavra grega colocada aqui por Paulo, é o nome de uma espada pequena usada pelos romanos e que era curta e larga. Com uma espada dessas o soldado não mutilaria um braço em meio à luta, ou arrancaria fora a perna de um inimigo, com essa espada, numa luta próxima, o soldado romano perfuraria de forma letal, algum órgão interno de seu oponente, pois essa espada era usada pra penetrar as brechas de uma armadura e aniquilar de uma vez por todas o inimigo.

UAU!!!  é pra isso que serve a Bíblia!?!?!?  SIM!!!!!!!!!!!!

Para ANIQUILAR DE UMA VEZ POR TODAS O INIMIGO.

Nós não lemos a Bíblia porque não fazemos idéia da poderosa arma que temos. Alguns ainda incorrem num terrível erro de buscar uma ação do Espírito Santo sem nenhum tipo de fundamento bíblico, como que se o Espírito Santo fosse algum tipo de “fantasma” ou “poder do além” que a gente liga e desliga como no interruptor da luz do nosso quarto. Não é assim.

Paulo aqui vem ensinar aquilo que Jesus já havia ensinado quando confrontou os saduceus (Mateus 22. 29) que ao não conhecermos a Palavra, não conhecemos o Poder de Deus… Manusear bem essa “Espada” é conhecer verdadeiramente o Poder de Deus.

(para os meus amigos pentecostais…) quer Poder verdadeiro e infinito…? LEIA A BÍBLIA!

O fato é que toda essa armadura, como eu já tinha afirmado anteriormente, é toda firmada nas Escrituras. Não tem pra onde fugir.

Todas as partes dela são Palavra de Deus, estão claramente reveladas a nós na Palavra de Deus. Podemos então facilmente ser treinados e revestidos de tal armadura em nossa busca diária e intensa da presença de Deus em nossas vidas através da Leitura da Palavra e da Oração.

Ao mesmo tempo, sem a Santa Palavra de Deus sendo renovada em nossos corações diariamente, nós NUNCA, prestem atenção, NUNCA derrotaremos o pecado e seremos livres das ciladas de satanás.

John Piper disse mais ou menos assim em um sermão seu que eu assisti outro dia no Youtube:

Satanás te odeia e quer te matar, ele é milhões de vezes mais forte que eu e você, e tem gente que ainda não quer usar a armadura de Deus e tenta vencer por suas próprias forças…?

Não tem saída pra você meu irmão e irmã, ou luta, ou morre… Não quero dizer q vai perder a salvação (não sou arminiano), mas vai sofrer muito até Deus te ensinar a lutar com as armas que Ele te dá… Claro, você pode evitar sofrimento desnecessário LENDO A BÍBLIA!

A ARMADURA DE DEUS está disposta pelo Pai, em Cristo, pelo Espírito, na Palavra!

Ou nós a usamos diariamente, ou seremos derrotados… Diariamente…

Deus tenha misericórdia de nós.

eita nostalgia…

09/06/2009 - Uma resposta

Acampamento UMP 2007 – “Meu Ar” (Banda Fluir) … com algumas adaptações na letra…

Muita Saudade…

09/06/2009 - Leave a Response

Esse video é de um dos melhores eventos desse mundo!

por Gotardo Faria (um fotografo assaz promissor)

Salmo 115

08/06/2009 - Leave a Response

“Não a nós, SENHOR, não a nós, mas ao teu nome dá glória, por amor da tua benignidade e da tua verdade. Porque dirão os gentios: Onde está o seu Deus? Mas o nosso Deus está nos céus; fez tudo o que lhe agradou. Os ídolos deles são prata e ouro, obra das mãos dos homens. Têm boca, mas não falam; olhos têm, mas não vêem. Têm ouvidos, mas não ouvem; narizes têm, mas não cheiram. Têm mãos, mas não apalpam; pés têm, mas não andam; nem som algum sai da sua garganta. A eles se tornem semelhantes os que os fazem, assim como todos os que neles confiam. Israel, confia no SENHOR; ele é o seu auxílio e o seu escudo. Casa de Arão, confia no SENHOR; ele é o seu auxílio e o seu escudo.  Vós, os que temeis ao SENHOR, confiai no SENHOR; ele é o seu auxílio e o seu escudo. O SENHOR se lembrou de nós; ele nos abençoará; abençoará a casa de Israel; abençoará a casa de Arão. Abençoará os que temem ao SENHOR, tanto pequenos como grandes. O SENHOR vos aumentará cada vez mais, a vós e a vossos filhos. Sois benditos do SENHOR, que fez os céus e a terra. Os céus são os céus do SENHOR; mas a terra a deu aos filhos dos homens. Os mortos não louvam ao SENHOR, nem os que descem ao silêncio. Mas nós bendiremos ao SENHOR, desde agora e para sempre. Louvai ao SENHOR.”

Novo Layout

08/06/2009 - Leave a Response

decidi dar uma “mudada”…

espero que gostem

Neto

Mais um desafio de Deus…

08/06/2009 - Leave a Response

A Bondade de Deus

07/06/2009 - Leave a Response

O texto abaixo foi extraído do “curso de teologia para classes bíblicas” escrito pelo Rev. Leandro Lima (pastor da Igreja Presbiteriana em Santo Amaro – São Paulo capital), que está no volume 1 que recebe o título de “As Grandes Doutrinas da Graça”.

Para meus alunos de escola dominical, os quais eu conto que estarão lendo esse blog nessa semana que hoje se inicia… e pra todos que querem ser edificados… FORTE ABRAÇO!

“Desde a mais tenra infância aprendemos a cantar corinhos que dizem “Deus é bom pra mim”. Essa consciência de que Deus é bom nos acompanha pela vida inteira. Há ocasiões, entretanto, em que temos dificuldades em acreditar que isso seja realmente verdade. É triste, mas muitas vezes, nossas crenças não passam de uma questão de decorar ‘chavões’ ou slogans religiosos que não fazem qualquer sentido real. Vivemos num mundo muito cruel. Raramente se vê a justiça triunfar, e os bons, geralmente são os que sofrem mais. Às vezes, dá a impressão de que Deus se esqueceu de ajudar aqueles que esperam nele. Quando olhamos para toda a desgraça que há nesse mundo surge a pergunta: Como poderia um Deus permitir que bebês morressem da infância; que crianças morressem de fome em meio à pobreza ou guerras; que alguns tenham tanto privilégio enquanto outros, tanta escassez; que o injusto domine o justo; e que muitos fiéis sejam perseguidos e mortos sem temor nem piedade? Não podemos negar que esse mundo tem uma vocação para a tragédia. Anos de trabalho e dedicação podem se perder por causa da seca ou da enchente. O frio mata e o calor escalda. Os descontroles da natureza se abatem sobre todos, especialmente sobre os menos favorecidos. Futuros brilhantes são despedaçados por balas perdidas que, quando não colhem a vida de inocentes, os deixam condenados em camas de hospitais. Os criminosos estão à solta pelas ruas, enquanto os cidadãos de bem estão aprisionados em suas próprias casas. Por mais que se faça oração e por mais que se busque a Deus, as calamidades e as tragédias continuam ocorrendo e ceifando vidas inocentes, espalhando o caos e a violência. Diante de todas estas coisas, muitas vezes temos que ouvir a pergunta dos incrédulos: ‘O teu Deus, onde está?’. “

Parei… pensei…

06/06/2009 - Leave a Response

Bem gente, mesmo que não pareça, eu leio meus proprios “posts”, aí esses dias tava analisando mais de perto o ultimo post de titulo: “O que é sofrer?”

Vi que fui infeliz em algumas colocações e mesmo com alguns comentários muito legais (valeu Marquinhos), percebi que o que realmente de bom veio dessa mensagem foi mesmo o comentário deixado pela minha querida conselheira Ana.

sendo assim, achei melhor tirar o post e deixar agora só o edificante texto da Palavra de Deus.

Que Deus possa abençoar a todos

 

“Querido Neto. Te deixo Paulo escrevendo ao Coríntios em sua 2º Epístola cap 1 vs 3 a 6: ‘Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai de misericórdia e Deus de toda consolação! É ele que nos conforta em toda a nossa tribulação, para podermos consolar os que estiverem em qualquer angústia, com a consolação com que nós mesmos somos contemplados por Deus. Porque, assim como os sofrimentos de Cristo se manisfestam em grande medida a nosso favor, assim também a nossa consolação transborda por meio de Cristo. Mas, se somos atribulados, é para vosso conforto e salvação; se somos confortados, é também para o vosso conforto, o qual se torna eficaz, suportando vós com paciência os mesmos sofrimentos que nós também padecemos’. Deus continue a te abençoar e fique firme. Um grande abraço com muito carinho Ana Cruz”

Jesus Cristo é ontem, hoje e sempre será o Senhor da minha vida!